Mais no blog:

quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Notícias do dia #92


Novo integrante

Ex-guitarrista do Red Hot Chili Peppers, Josh Klinghoffer arrumou um novo trabalho.

Agora ele acompanha o Pearl Jam nos shows. A estreia aconteceu no último dia 18 com ele tocando teclado, percussão e no vocal de apoio.

Fora

O Incubus, que recentemente substituiu Limp Bizkit como headliner do Rebel Rock Festival, deixou o line-up do evento após um caso de COVID-19 entre os integrantes da turnê.

"Estamos trabalhando o mais rápida e eficaz possível para ter outro artista", disse a organização do festival, em nota.

Que pena

Joan Jett cancelou o restante dos shows que faria com o Blackhearts até o final do ano. O último acontece em 28 de setembro.

As apresentações serão reagendadas para 2022.

Estou no Twitter e no Instagram. Ouça o podcast, compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Vem aí

"After Daft", livro sobre a vida e obra do Daft Punk, será lançado em 2023 pela John Murray Press.

"Daft Punk está no panteão do pop ao lado de Prince, Talking Heads, Kate Bush, Stevie Wonder, Kraftwerk, Missy Elliott, David Bowie ou qualquer visionário que você queira citar", falou o autor, o jornalista Gabriel Szatan.

É eita atrás de eita

Sony, Universal e Warner poderão enfrentar uma investigação do governo do Reino Unido.

Mas qualquer decisão será baseada em um relatório da Autoridade de Concorrência e Mercados (Competition and Markets Authority, no original, o CMA).

"Se o CMA realizar um estudo, esperamos detalhar o papel das gravadoras em turbinar as carreiras de talentos britânicos dentro de um ecossistema complexo e dinâmico", diz o comunicado do governo.

Recentemente, um inquérito parlamentar foi aberto e conclui-se que o sistema precisa mudar para gerar melhores pagamentos aos artistas, além de sugerir mudanças nos modelos de negócio dos serviços de streaming de música.

Promissor

A Netflix confirmou para 28 de setembro o documentário "Britney vs Spears", sobre a disputa judicial para a cantora retomar a tutela da própria vida.

Assista ao trailer:

Acho muito bom

Dez anos atrás, o R.E.M. comunicava ao mundo a separação e, desde então, o mundo só desandou.

Em entrevista para rádio WNYC para falar sobre a coletânea "I’ll Be Your Mirror", tributo ao Velvet Underground, Michael Stipe foi perguntado sobre um possível retorno da banda da qual foi vocalista por mais de três décadas. E ele negou.

"Nunca nos reuniremos. (...) Nós realmente não precisamos disso, e estou muito feliz por termos apenas o legado de 32 anos de trabalho que temos", falou.

Clique aqui para ler a edição anterior.

Continue no blog: