Mais no blog:

quinta-feira, 15 de julho de 2021

Notícias do dia #58


Para quem gosta...

O Judas Priest anunciou uma limitada para comemorar o aniversário de 50 anos.

Chamada "Reflections", o box terá 42 CDs com todos os álbuns lançados pela banda em estúdio e ao vivo, além de gravações inéditas. A coleção será lançada ainda neste ano.

O preço? Quase R$ 2.500 (US$ 479,98).

Beber ou colecionar?

Duas cervejas artesanais oficiais com a marca AC/DC, a AC/DC PWR UP Juicy IPA e AC/DC TNT Double IPA, serão lançadas em breve pela parceria entre a KnuckleBonz e a Calicraft Brewing Company.

"Estamos muito empolgados em colaborar com a Calicraft em uma nova linha de cervejas artesanais para fãs de música", disse Tony Simerman, CEO da KnuckleBonz.

Gosta?

O Swedish House Mafia confirmou que "Paradise Again" é o título do novo álbum de estúdio, o primeiro em oito anos.

A data de lançamento não foi confirmada. O disco sai pela Republic Records.

Estou no Twitter e no Instagram. Ouça o podcast, compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Sorte e saúde

Em um bate-papo com os fãs, o baixista Mark Hoppus, do blink-182, confirmou ter um linfoma difuso de grandes células B, o mesmo câncer enfrentado pela mãe anos atrás, e falou mais sobre o tratamento.

"Ainda terei de fazer mais três rodadas de quimioterapia, independentemente do resultado do exame, e talvez seja necessário fazer um transplante de medula óssea", contou.

Ih, rapaz

O Foo Fighters adiou o show marcado para 17 de julho no Forum, em Los Angeles, devido a um caso confirmado de COVID-19 não revelado, preocupando os fãs. A apresentação será reagendada pela banda.

O grupo foi o primeiro a fazer uma apresentação com capacidade máxima no Madson Square Garden dias atrás.

Debate bom

Um relatório conduzido durante seis meses por um painel multipartidário de 11 legisladores do Reino Unido com contribuições de músicos, representantes das empresas e outros trabalhadores da indústria, afirmou que o modelo atual de divisão de dinheiro no streaming musical precisa de uma "reinicialização completa".

Segundo o documento, os principais pontos são reformas necessárias em plataformas como Spotify, Apple Music e YouTube, além de as gravadoras dividir os royalties do streaming com os artistas meio a meio.

O governo do Reino Unido tem dois meses para responder ao relatório.

Clique aqui para ler a edição anterior.

Continue no blog: