Mais no blog:

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Resenha: Bombay Bicycle Club – So Long, See You Tomorrow


Há três anos, quando o blog foi inaugurado como outro nome, o Bombay Bicycle Club fazia sucesso, com A Different Kind of Fix, ao lado de outras bandas indies como o Foster The People, Young The Giant e Portugal The Man. Já veteranos, eles conseguiram chegar ao público em seu terceiro trabalho de estúdio, pulando as etapas de aceitação entre o primeiro e segundo álbum. Por isso, em So Long, See You Tomorrow, espera-se um grupo mais maduro e não tão ligado ao indie de dois, três anos atrás.

O novo disco começa de forma inesperada em "Overdone", que tem um arranjo à música indiana. Colocando um pouco de eletrônico na mistura, "It's Alright Now" se parece muito com faixas feitas anteriormente, mas parece que ganhou uma nova roupagem. Já "Carry Me" traz aquele tipo de canção que vem dominando o mundo nos últimos tempos: a mistura de alternativo com eletrônico, fazendo exatamente a mesma coisa que o Hot Chip faz há anos. Se possível, pule essa e siga para bonita e leve "Home By Now" – que só ganhou com a melodia de R&B moderno.

"Whenever, Wherever" tem como base o teclado e sintetizadores, e vai evoluindo até entrar a bateria eletrônica. Apesar de também soar como Hot Chip, ela ganhou um contorno pop interessante, mostrando que eles evoluíram bastante nos últimos anos. A ótima “Luna” tem cara de single por ser pop, por mostrar todas as influências do Bombay e por entrar na categoria World Music, englobando vários ritmos.

Mais sombria do que qualquer outra no álbum, "Eyes Off You" apela, e muito, para os sintetizadores e para o falsete do vocalista Jack Steadman. Retornando com a mistura entre música indiana e eletrônica, "Feel" é outra com cara de single e precisa entrar nas paradas com urgência. “Come To” não mostra nada de novo, porém é a única canção que emula algo mais épico/histórico na letra. Por fim, a faixa-título do disco é cheia de eco e delicadeza, um bom final.

Depois de toda a onda indie que invadiu as rádios, blogs e sites especializados, os veteranos do gênero estão tentando mostrar que ainda estão por aí. E em So Long, See You Tomorrow, o Bombay Bicycle Club se coloca como uma banda que evoluiu nos últimos tempos e coloca toda essa evolução em seu novo trabalho. Não é genial, porém mostra que eles desejam evoluir como músicos e buscar novos caminhos, o que é sempre louvável.

Tracklist:

1 - "Overdone"
2 - "It's Alright Now"
3 - "Carry Me"
4 - "Home By Now"
5 - "Whenever, Wherever"
6 - "Luna"
7 - "Eyes Off You"
8 - "Feel"
9 - "Come To"
10 - "So Long, See You Tomorrow"

Nota: 3/5



Veja também:
4 em 1: Ed Harcourt, September Girls, Cheatahs e Leiva
Resenha: Sophie Ellis-Bextor – Wanderlust
Resenha: Against Me! – Transgender Dysphoria Blues
Resenha: Sharon Jones and The Dap-Kings – Give the People What They Want
4 em 1: Iced Earth, Rosanne Cash, Railroad Earth e Patterns
Resenha: Dum Dum Girls – Too True