Mais do blog:

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Documentário: Rush - Beyond The Lighted Stage, de Scot McFadyen e Sam Dunn (2010)


Fundado em 1968, o Rush construiu a carreira baseado em fazer a única coisa que deveria motivar qualquer músico: a música. Geddy Lee, Alex Lifeson e Neil Peart são os responsáveis por manter uma das melhores bandas do mundo em atividade quase 40 anos depois do primeiro disco.

Rush - Beyond The Lighted Stage é o típico documentário cronológico dividido em capítulos que deixa os personagens contarem suas próprias histórias. Dirigido por Scot McFadyen e Sam Dunn, autor de Metal - A Headbanger's Journey, o filme tem uma fluência boa e expõe os momentos bons e ruins da banda.

É interessante ver como o Rush só foi reconhecido como um dos grandes grupos de sua época apenas anos depois. Sobreviventes dos loucos anos 1970, eles não tiveram vergonha de mudar e partir para outras coisas, como acrescentar um teclado ou sintetizadores, encorpando ainda mais o som.

O trio, alvo de muitas piadas, acabou tornando-se o representante dos nerds, e vê-los ganhando projeção foi uma verdadeira vitória, consumada com a entrada deles ao Rock and Roll Hall of Fame – introduzidos pelo Foo Fighters, banda com enorme destaque entre os jovens e a mídia. O Rush mostrou ao mundo que, muito mais do que reconhecimento da crítica, ainda é possível sobreviver com músicas ótimas e um público fiel.



Leia mais: Áudio: Rush - 2112 (Live)
Vídeo: Rush - The Garden
Documentário: Sound City, de Dave Grohl
A semana no Music on the Run #10