Mais no blog:

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

4 em 1: Pet Shop Boys, Moby, MGMT e The Naked and Famous


Pet Shop Boys – Electric

No quinto trabalho no século 21, o terceiro em quatro anos, o Pet Shop Boys mostra que ainda está em forma perto dos 30 anos de carreira. Em Eletric, o duo formado por Neil Tennant e Chris Lowe contou com a colaboração de Bruce Springsteen e outros nomes da música para fazer um grande trabalho – talvez o melhor do gênero neste ano. Destaques para “The Last to Die” e “Vocal”.

Nota: 4/5




Moby – Innocents

Em seu novo trabalho de estúdio, Moby aposta em misturas de estilos, e alia tudo isso com sintetizadores e camadas e mais camadas. Com um pouco de pop, gospel, ritmos africanos e rock, e convidados do calibre de Mark Lanegan e Wayne Coyne, Innocents flerta com todo tipo de público em um registro que traz o melhor do produtor nos últimos anos.

Nota: 4/5




MGMT - MGMT

Com tons lisérgicos, o MGMT retornou ao estúdio para fazer um disco que leva o nome do duo formado por Andrew VanWyngarden e Ben Goldwasser. Eles não trazem nada de novo, mas é um trabalho bom para quem gosta de psicodelia à Tame Impala. Talvez os dois sejam as únicas duas bandas que fazem esse tipo de som a caminhar no mainstream.

Nota: 3/5




The Naked and Famous – In Rolling Waves

Segundo disco dos neozelandeses, In Rolling Waves não traz nada de muito novo, mas mostra uma banda muito competente em fazer um pop cheio de camadas, sintetizadores e guitarras. Um ponto a ser destacado é que, assim como no primeiro trabalho, existe um hit. Se em Passive Me, Aggressive You tem “Young Blood”, neste novo álbum a vez é de “Hearts Like Ours”.