No YouTube

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Show de Justin Timberlake no intervalo do Super Bowl foi ridículo, e isso não é um elogio


Cantor fez uma apresentação cheia de músicas picadas e uma homenagem constrangedora a Prince

Nos últimos anos, o show no intervalo do Super Bowl tem atraído muitos nomes famosos da música na busca para aumentar ainda mais a popularidade. De bandas de rock a astros e estrelas do pop, todo mundo quer ter as atenções para si por dez ou 12 minutos em que você precisa dar o melhor de si.

E por que precisa dar o melhor de si? Porque é muita coisa acontecendo ao mesmo tempo em um período de quatro horas e meia. Começa pelos já tradicionais comerciais, quando empresas gastam milhões de dólares para aparecer por 30 segundos entre uma jogada e outra, passa pelos trailers de filmes e séries e, claro, o jogo em si – afinal, é o que realmente importa ali.

Ontem (4), a missão de fazer um show animado e manter o pessoal ligado era de Justin Timberlake. Repertório não falta para algo assim, basta lembrar da ótima apresentação dele no Rock in Rio há poucos meses. Pois o cantor conseguiu entrar na galeria de uma das piores apresentações da história. Começando pela escolha do repertório: era uma ótima chance para mostrar uma música nova, mas não começar com ela.

Veja também:
Sete shows no intervalo do Super Bowl para assistir na íntegra

powered by TinyLetter


Também foi uma péssima escolha tocar 11 músicas completamente picadas. Mesmo que muitas delas sejam bem conhecidas, não deu tempo de o público esquentar com nenhuma. Era melhor ter cortado o repertório pela metade e ter foco. Emendasse "Rock Your Body", "SexyBack" e "My Love", por exemplo. Show do intervalo é para deixar o pessoal com a adrenalina alta, não ouvir um monte de pedaços soltos de música.

Mas o mais constrangedor foi a "homenagem" a Prince, uma das piores coisas que já vi no intervalo do jogo – nem os tubarões da Katy Perry chegaram nesse nível de constrangimento. Sem a família autorizar o holograma, algo que o cantor disse em vida que não queria, fizeram uma projeção horrível em um pano branco enquanto rolava "I Would Die 4 U". A única coisa realmente boa foi a cidade inteira ficando roxa.

O resultado desse show de Justin Timberlake é que pareceu um Frankenstein sem vida. Nada empolgante, o cantor conseguiu colocar o clima para baixo em um dos jogos mais emocionantes de todos os tempos.

Justin Timberlake não nasceu para fazer um show no intervalo do Super Bowl. O primeiro, em 2004, teve a famosa polêmica envolvendo o seio de Janet Jackson – que acabou com a carreira dela, é bom lembrar. Agora, ele não conseguiu montar uma apresentação decente quando tinha os holofotes para si. E ainda vai conviver com Prince tentando puxar o pé dele.

Tracklist:

"Filthy"
"Rock Your Body"
"Señorita"
"SexyBack"
"My Love"
"Cry Me a River"
"Suit & Tie"
"Until the End of Time"
"I Would Die 4 U" (Prince cover)
"Mirrors"
"Can't Stop the Feeling!"



Me siga no Twitter e no Facebook. E compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!

Saiba como ajudar o blog a continuar existindo

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!