No YouTube

sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Melhores do ano - 2017


Uma reflexão sobre o blog e estar perto dos 30 anos

Dois mil e dezessete foi um ano estranho. Pela primeira vez na vida, entrei em crise comigo e com o que desejo para o futuro. Nunca pensei que teria a chamada crise pré-30 anos. Sim, eu tive. Sim, ela é real mesmo. Porque é o famoso dilema que tinha visto apenas em seriados de TV – aquele negócio de com 30 anos eu estaria ganhando razoavelmente bem, teria uma vida um pouco mais estável e, dentro de um mínimo razoável, realizaria alguns dos meus sonhos.

Mas não. Tento viver de blog há quase sete anos e só me toquei ano passado que não tenho um plano B se não der certo. E fiquei com medo. Bastante medo, na verdade. Não saber se não terá uma vida estável aos 20 anos é uma coisa, mas é muito diferente perto dos 30. A perspectiva muda, sua cabeça muda, seu corpo muda. Tudo muda.

Saiba como ajudar o blog a continuar existindo

Ter um blog que fala exclusivamente de música é chance que me dei de falar sobre algo que realmente me deixa confortável. Tentei de tudo e logo me saturei. Não de música. Ouvir um disco é sempre uma experiência nova, recheada de coisas boas ou ruins, mas nunca igual a anterior. Ouvir o mesmo disco em dias diferentes pode fazer a diferença se é uma obra-prima ou se é um lixo.

O ano que passou foi a primeira vez que pensei em fechar o Music on the Run e fazer outra coisa. Eu amo fazer o que faço, porém não sei se tenho mais pique para aguentar as mudanças do Facebook e do YouTube – agora, juntem a tal crise pré-30 anos e calculem como está a minha cabeça. Porque, pode parecer frescura, é uma mudança muito grande toda vez que o blog parece decolar. Não sei se é azar, mas começo a pensar que falar sobre música não é o que está reservado para mim. Toda vez tem um problema, alguma coisa dá errado. Isso cansa bastante.

Mas já que ainda estou aqui, a lista de melhores do ano é um recorte do que mais gostei por aqui em 2017. E, se está lá, recomendo ler, ver e ouvir tudo que foi indicado.

Que esse seja o ano em que eu possa, enfim, saber se vai dar certo ou não. Torço para que dê.

Me siga no Twitter, no Facebook e no YouTube. E compre livros na Amazon e fortaleça o trabalho do blog!


Saiba quais foram os melhores de 2017:

Trilha sonora
30 discos internacionais
20 discos lançados no Brasil
Banda, canção, retorno, lembrança, livro e documentário

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!