No YouTube

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Dez resenhas curtas de discos #4

Cinco álbuns nacionais, cinco internacionais

Depois de algumas semanas de atraso, a seção retorna com mais dez discos lançados neste ano. Tem de tudo: desde banda brasileira experimental até Jeff Buckley.


Luisa e os Alquimistas - Cobra Coral

A salada musical é visível nas primeiras canções do disco, mas melhora na segunda metade. Querendo ser um disco conceitual e cheio de efeitos, apenas soa desinteressante em 50% do tempo. Pode ser que seja melhor ao vivo, mas, no geral, peca por ser pretensioso em excesso.

Nota: 2,5/5


Salomão Terra - Pacífico

Pacífico tem uma mistura de muitos elementos dos anos 1980, como os sintetizadores, e uma MPB bem Los Hermanos pós-Ventura. A mistura é interessante. É curto e passa rápido. E fica a pergunta: como será o próximo?

Nota: 3/5


Edifício Garagem – Carteiro

Tem bastante coisa do rock brasileiro dos anos 1980 aqui - dá para sacar as influências ao longo do disco. Não é um trabalho genial, mas é divertido de ouvir e dá para aproveitar as boas canções.

Nota: 3/5


João - Mais uma história de amor

O ritmo do disco é bem lento – lento de verdade. O problema é ele ultrapassa a linha da lentidão para ficar maçante e sem graça ao longo dos 24 minutos.

Nota: 1,5/5


Nã - Farpa

Com dez membros na banda, o Nã traz um pouco de cada sonoridade muito popular no Brasil. Do samba ao rock, do Afropunk a MPB, eles fazem críticas aos movimentos e pessoas que ganharam as redes sociais nos últimos anos. Mas não fica só nisso, tem mais, o suficiente para agradar.

Nota: 3/5


Andrew Bird – Are You Serious

Dando uma bela mistura em vários estilos, Andrew Bird entrega aquilo que se espera dele: canção grudentas, leves e mesclando momentos acústicos com outros um tantinho mais agitados. No fim, é para nenhum fã colocar defeito.

Nota: 3/5


Mogwai – Atomic

Mogwai é uma das bandas alternativas mais legais que existem. Atomic, o novo álbum, é todo instrumental e tem uma beleza ímpar, uma coisa meio Pink Floyd mais lento. É para ser ouvido muitas vezes ao dia, porque é muito lindo.

Nota: 4/5


Jeff Buckley - You & I

Não tinha muito o que esperar desse disco – e com razão. Pegaram várias demos, tiraram a poeira e lançaram como disco. Jeff Buckley é muito bom, mas esse tipo de disco não cola mais, apesar de as interpretações serem muito boas.

Nota: 3/5


Liima – ii

Sem mostrar muita coisa nova e apelando muito aos bons e velhos efeitos, eles fizeram um disco seguro e sem muitas pretensões. Ao fim da audição, já nem lembrava mais da primeira música.

Nota: 2,5/5


El Pino & The Volunteers – El Pino & The Volunteers

Dessa lista de dez discos, esse foi o que mais me surpreendeu. Legal do início ao fim, a vontade é de ouvir mais e mais vezes pelo simples fato de ser divertido.

Nota: 3,5/5

Gostou do post? Compartilhe nas redes sociais e indique o blog aos amigos!




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...