No YouTube

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Por que chorar a morte de um cantor?


David Bowie morreu no último domingo. Por seu tamanho e sucesso, muitas pessoas sentiram a perda. Mas muita gente não entende o motivo de chorar a morte de alguém tão distante, alguém que não tivermos a chance de conhecer pessoalmente. Às vezes, tivemos a chance de vê-lo de uma arquibancada de algum estádio ou encostado em alguma coluna em uma das muitas casas de shows existentes no mundo.

Porque só nós sabemos como esse cantor, cantora ou banda foi importante em nossas vidas. Cada momento, dos felizes aos tristes, tem uma música específica para cada momento. Quem nunca ouviu “Alive”, do Pearl Jam, e lembrou alguma coisa triste? Quem nunca ouviu "Ob-La-Di, Ob-La-Da", dos Beatles, e lembrou alguma situação engraçada que passou? Enfim, cada um tem algum músico de preferência, que tem uma música específica para algum momento importante de nossas vidas.

Até por isso, não é fácil desassociar a morte de um cantor de nossas vidas. Não deixa de ser um porto-seguro saber que ele está lá, vivo, apesar de distante dos fãs. Talvez o termo idolatria seja muito pesado, mas um imenso respeito há. Chorar a morte de Bowie, por exemplo, não é demérito. Ao contrário, é uma maneira de não esquecer que ele estava lá quando só a música era capaz de entender nossos sentimentos tão confusos.

Talvez isso seja a parte mais difícil de entender para quem não tem admiração tão grande por outra pessoa ou time de algum esporte – seja do meio artístico ou não. Os que não compreendem precisam entender que não é só uma música, não é só um cantor, não é só um gol, não é só um título, não é só um filme. É muito mais do que isso. A paixão move o mundo. Podemos não dar conta disso, mas é a mais pura verdade. E ainda mais quando é canalizada para esse tipo de coisa, algo verdadeiro, sem o fanatismo e a burrice que andam tomando conta de alguns assuntos nos tempos atuais.

Sem esse tipo de sentimento sincero, livre de amarras e de mais pura admiração pelo trabalho de outra pessoa, o mundo seria um péssimo lugar para se morar. A perda de alguém sempre traz algum tipo de reflexão em nossas vidas. A perda de Bowie trouxe muito mais, trouxe sentimento que nossos ídolos não são imortais. Então, chorar por eles também é uma bela homenagem, ainda que silenciosa. Se ele esteve conosco em muitos momentos, essa é a melhor forma de agradecer.

Gostou do conteúdo? Compartilhe nas redes sociais! Isso ajuda pra caramba o blog a crescer e ter a chance de produzir mais coisas bacanas.