No YouTube

terça-feira, 21 de julho de 2015

Há 25 anos, Roger Waters tocava na Alemanha pós-Muro de Berlim


“Se eles derrubarem o Muro, tocarei lá em um ato de celebração, ainda que só um pouco, do espírito humano.”

Foi essa a condição que Roger Waters colocou, ainda em 1989, para tocar na Alemanha, então ainda dividida entre Oriental e Ocidental. No final deste mesmo ano, David Hasselhoff fez história ao fazer um show exatamente no meio do Muro ainda em pé. Um show para os alemães. Para a Alemanha pronta para ser unificada e virar país que é hoje.

Irredutível, Waters só fez sua apresentação quando o Muro estava no chão. Com o Pink Floyd separado há quase uma década, o cantor e compositor ainda buscava se desvencilhar da imagem da membro da banda com sua turnê, mas ainda tentava recuperar um pouco de seu prestígio. Era o momento em que se juntavam duas coisas: a população, ansiosa por um evento de grande porte, e um cantor que ainda tentava se realocar no showbiz.

Hoje, The Wall: Live In Berlin é um momento histórico. Primeiro, por mostrar ao mundo a capacidade de Waters em transformar o repertório do Pink Floyd em um algo grandioso. Segundo, com Scorpions, The Band, Marianne Faithfull, Joni Mitchell, Cyndi Lauper, Bryan Adams, Paul Carrack e Sinead O’Connor como convidados, ele dava a todos os alemães a chance de ver atrações de sucesso pela primeira vez em anos.

A apresentação foi transmitida via satélite para 35 países e transmitido em 175 rádios dos Estados Unidos. Se Hasselhoff fez história meses antes, Waters retomou sua carreira de maneira grandiosa em um show que viraria história.

Setlist:

"In the Flesh?" (Scorpions)
"The Thin Ice" (Ute Lemper & Roger Waters & the Rundfunk Orchestra & Choir)
"Another Brick in the Wall (Part 1)" (Roger Waters & Garth Hudson)
"The Happiest Days of Our Lives"
"Another Brick in the Wall (Part 2)" (Cyndi Lauper, Rick Di Fonzo, Snowy White e Thomas Dolby)
"Mother" (Sinéad O'Connor & The Band)
"Goodbye Blue Sky" (Joni Mitchell & the Rundfunk Orchestra & Choir e James Galway)
"Empty Spaces/What Shall We Do Now?" (Bryan Adams, Roger Waters & the Rundfunk Orchestra & Choir)
"Young Lust" (Bryan Adams, Rick Di Fonzo & Snowy White)
"Oh My God – What a Fabulous Room" (Jerry Hall)
"One of My Turns"
"Don't Leave Me Now"
"Another Brick in the Wall (Part 3)" (Roger Waters & the Rundfunk Orchestra & Choir)
"The Last Few Bricks"
"Goodbye Cruel World" (Roger Waters)
"Hey You" by Paul Carrack
"Is There Anybody Out There?" (The Rundfunk Orchestra & Choir, Rick Di Fonzo & Snowy White)
"Nobody Home" (Roger Waters & the Rundfunk Orchestra & Choir e Snowy White)
"Vera" (Roger Waters & the Rundfunk Orchestra & Choir)
"Bring the Boys Back Home" (The Rundfunk, Band of the Combined Soviet Forces in Germany & Red Army Chorus)
"Comfortably Numb" (Van Morrison, Roger Waters & The Band & the Rundfunk Orchestra & Choir, Rick Di Fonzo & Snowy White)
"In the Flesh" (Roger Waters, Scorpions, the Rundfunk Orchestra & Choir)
"Run Like Hell" (Roger Waters and Scorpions)
"Waiting for the Worms" (Roger Waters, Scorpions and the Rundfunk Orchestra & Choir)
"Stop"
"The Trial" (The Rundfunk Orchestra & Choir)
"The Tide Is Turning (After Live Aid)" (Roger Waters, Joni Mitchell, Cyndi Lauper, Bryan Adams, Van Morrison and Paul Carrack & the Rundfunk Orchestra & Choir)
"Outside The Wall"