No YouTube

quarta-feira, 20 de maio de 2015

Seriados: The Big Bang Theory – oitava temporada


Quase toda série, inevitavelmente, passa por um período ruim. Seja um início difícil e truncado (Breaking Bad), seja um quarto ano e uma virada sendo necessária (Friends) ou a necessidade de se reinventar a cada novo protagonista (Doctor Who). O importante é saber lhe dar com isso da melhor maneira para evitar repetições, exatamente o que não ocorreu na oitava temporada de The Big Bang Theory.

Agora adultos de vez, Leonard, Sheldon, Howard e Raj têm as companhias de suas mulheres nesse novo ano do seriado. Mas, para uma comédia de situação com foco nerd, alguns episódios foram, no mínimo, duvidosos. Parece que há uma reciclagem dos assuntos – um produto que deu defeito, Sheldon cometendo alguma maluquice, Leonard inseguro com Penny, Howard agindo como se tivesse sete anos e Raj com seus habituais problemas.

Falando em Raj, ele ganhou muito mais espaço de um tempo para cá. Se nas primeiras temporadas, o alívio cômico estava praticamente todo em Sheldon, agora o indiano também vem sendo essa válvula de escape. Por ser atrapalhado, um tanto agitado e sem muito tato para certas coisas, funciona bem e garante umas boas risadas.

Já Leonard e Penny seguem na lenga-lenga de sempre. Apesar de um casal mais maduro, parece que a relação um tanto travada deles ainda é usada como base para o desenvolvimento da história. Seria tão legal vê-los como uma espécie de Chandler e Monica para enfrentar os dramas, dilemas e momentos da vida de casados. Isso poderia dar novo fôlego à história, por exemplo.

E depois de tantos anos, ver um Sheldon mais civilizado e sabendo de algumas coisas do mundo (citar Taylor Swift foi uma boa sacada do roteiro), espero sinceramente que ele caminhe para, se não uma virada completa, alguém que aprendeu bastante com a convivência em sociedade.

The Big Bang Theory precisa de um fato novo, e parece que isso vem no próximo ano da série – os três últimos episódios foram muito bons nesse sentido. É o caso urgente de ter alguma virada (se for mais uma separação de Leonard e Penny eu desisto) para haver um desenvolvimento para segurar outro ano, o do encerramento. Do jeito que está, parece que será dureza acompanhar até o final.

Nota: 2/5