No YouTube

quarta-feira, 18 de março de 2015

4 em 1: Árstíðir, The Lone Bellow, H Hawkline e Martin

Clique nos títulos de cada disco para ouvir o trabalho no Rdio.


Árstíðir – Hvel

É o típico disco de folk: muitas melodias lindas, e o violão dominando a maior parte das letras. Sinceramente, esperava mais do trabalho, mas é tão comum e banal que quase perdi o foco durante as audições o terceiro disco de estúdio do quarteto islandês formado por Daníel Auðunsson, Gunnar Már Jakobsson, Karl James Pestka e Ragnar Ólafsson. É bem, mas bem passável.

Nota: 2/5


The Lone Bellow – Then Came The Morning

O segundo disco da carreira do Lone Bellow tem o mesmo estilo do Decemberists. Ou seja, temos muito violão, melodias bonitas, ar folk e canções fortes em alguns momentos. Claro que não chega nem perto do mais famoso, mas Then Came The Morning é um belo registro.

Nota: 3,5/5


H Hawkline – In the Pink of Condition

Para quem gosta da fase romântica do pop, tem enorme chance de gostar deste disco porque as músicas têm melodias leves e letras que colocam o ouvinte em um clima bem tranquilo. H Hawkline tem potencial para virar um grande músico nos próximos anos.

Nota: 3,5/5


Martin – Quando um Não Quer

Martin é guitarrista da banda da Pitty há algum tempo e participou com a cantora de um dos mais belos trabalhos lançados recentemente, batizado de Agridoce. Em seu primeiro álbum solo, ele recheia o disco com influências da música brasileira – e com músicos brasileiros. O resultado é um álbum coeso do início ao fim e uma boa estreia.

Nota: 3/5

Siga o blog no Twitter, Facebook, Instagram, no G+, no no Tumblr e no YouTube

Gostou do conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!