No YouTube

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Meu único disco dos Beatles


Nunca neguei que sou fã de Beatles, mas nunca contei meu nível de fanatismo. Para vocês terem uma ideia, pelo menos uma vez por ano assisto o box da série Anthology. Gravado nos anos 1990 e conduzido por Jools Holland, os DVDs contam a história de John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr até o fim do grupo, há quase 50 anos, além das gravações do disco triplo que faz parte do pacote – com duas canções então inéditas.

Mas tem uma coisa da qual me envergonho muito: só tenho um disco deles, o With The Beatles. Quando comecei a trabalhar e ter meu próprio dinheiro, minha motivação era ir aos shows das bandas que nunca havia visto. De Red Hot Chili Peppers a Paul McCartney, passando por Pearl Jam e festivais, não me animei o suficiente para gastar meu dinheiro com discos.

Outra coisa que me animou muito eram os livros, precisamente biografias. Tenho algumas aqui, como as de Mick Jagger, Bob Dylan, Led Zeppelin e Ozzy Osbourne. Aliás, uma coisa que fiz com dinheiro foi gastar os tubos em livros. E DVDs de shows. Por exemplo, tenho três do Foo Fighters, dois do U2, o show do Police em Buenos Aires, apresentações dos Beatles na TV, do AC/DC, show e DVD com o primeiro disco da carreira solo de Noel Gallagher. Enfim, qualquer coisa, menos discos.

Tenho poucos álbuns, menos de 100, e todos acabam representando alguma fase da vida. Os últimos que comprei foram os três primeiros do Led Zeppelin, em versão simples, em 2012 – estavam muito baratos, R$ 14,90 cada, nas Lojas Americanas e não resisti.

O engraçado disso é que ganhei o disco do meu irmão, que não manja nada de Beatles ou qualquer outra banda que cante em inglês. Pelo que sei, ele foi à loja, perguntou onde estavam os álbuns dos Beatles e comprou o primeiro que viu. Como é o único que tenho, ele está muito bem guardado e bem conservado. With The Beatles é um marco por ter a primeira faixa escrita e gravada por George Harrison. “Don’t Bother Me” não é genial, mas acabou virando uma de minhas favoritas por esse motivo sentimental de estar no único CD deles que tenho. Talvez a preguiça e a facilidade de ter o disco em qualquer download fácil, legal ou não, tenha me feito ficar assim, preguiçoso para comprar.

Ouvi uma única vez e deixei na prateleira. Não tenho a menor ideia de quando terei o restante, ainda mais que estou desempregado e tentando me virar com esse blog. Mas é sempre bom saber que With The Beatles está lá repousando a espera dos outros.




Siga o blog no Twitter, Facebook, Instagram, no G+ e no YouTube

Gostou do conteúdo? Compartilhe nas redes sociais!